Case Porto Verão Alegre 2019

Uma rede de teatros conectada por um sistema facilitador de tarefas hospedado em nuvem.

O Porto Verão Alegre de 2019 foi a vigésima edição daquele que, há algum tempo, é tratado como um dos principais festivais de arte e cultura do Brasil. Em suas bodas de porcelana, o festival entregou à população gaúcha mais de 300 atrações distribuídas por 20 diferentes espaços da região metropolitana de Porto Alegre ao longo de 41 dias de atividades. Se sobre o palco o festival manteve a qualidade que lhe é de costume, nos bastidores o desafio foi construir uma estrutura de tecnologia que desse suporte aos diferentes pontos de operação e que interligasse todos estes pontos com o site do evento, concatenando dados e possibilitando o amplo controle sobre tudo o que ocorria no Porto Verão em tempo real.

Espetáculo Homens de Perto Desgovernados no Porto Verão Alegre

O desafio era desenvolver um sistema de vendas online que funcionasse integrado ao sistema operado nos pontos de venda (ao todo, entre pontos fixos de venda em shoppings e operações de venda nos locais de evento foram instalados quase 20 PDVs) a fim de que as vendas físicas e online consumissem o mesmo estoque de ingressos e a união de dados das duas pontas de operação gerasse um único relatório de vendas ao final do evento. E foi o que fizemos.

Construímos separadamente o sistema de venda online e o sistema de bilheterias a partir dos mesmos princípios de organização para depois integrá-los e fazer com que eles se comunicassem com o mesmo banco de dados. Na parte da venda online, a pedido do banco Banrisul, um dos principais patrocinadores do evento, desenvolvemos uma integração com o cartão Banricompras, possibilitando que clientes do banco realizassem aquisições online usando o cartão fornecido pelo banco em questão, algo ainda pouco praticado para a aquisição de ingressos online no país.

Banricompras, cartão de crédito/débito do Banco do Estado do Rio Grande do Sul

A cada dia, dezenas de profissionais eram comandados pelo festival para dar conta de receber o público nos mais diferentes pontos de atuação do evento. Cada ponto era equipado com computadores, máquinas de cartão e modems 4G para acesso ao sistema na nuvem. Cada ingresso computado em cada terminal de operação alimentava o banco de dados online e construía o big data do festival.

Pontos de operação interligados pelo sistema em nuvem no Porto Verão Alegre 2019.

Ao final de cada dia de operação uma equipe de profissionais fazia o fechamento dos pontos de venda e o fechamento dos borderôs de evento. Para agilizar este processo, ajustamos o sistema para que ele gerasse tanto o relatório de vendas quanto o borderô ao simples acionamento de um botão. Assim, transformamos em uma atividade instantânea o que seria o trabalho de vários minutos e possibilitamos que uma equipe de apenas duas pessoas conseguisse fechar todos os caixas do festival, em diferentes localidades, em um rápido giro de final de noite.

Enquanto a equipe operava nos terminais de atendimento, outra equipe cedida pela Mais Shows fornecia suporte aos consumidores finais através de chat e atendimento telefônico, executando trocas de datas de ingressos, realizando cancelamentos e esclarecendo dúvidas. Uma segunda equipe da Mais Shows ficava responsável por prestar suporte aos pontos de venda, realizando solução remota de eventuais bugs de sistema e executando a troca de hardwares que apresentavam defeito.

Sistema de venda online Sistema de venda online possibilitando o auto-atendimento dos consumidores e diminuindo a carga de trabalho da equipe de atendimento físico. Integração com sistema do Banrisul Integração com sistema do Banrisul para permitir a cobrança via Banricompras, oferecendo descontos especiais a quem utilizasse o cartão do patrocinador. Sistema digitalizado de venda física Sistema digitalizado de venda física acoplado a impressoras térmicas para emissão de ingresso e comunicação de emissão ao banco de dados na nuvem. Geração de relatórios automáticos Geração de relatórios automáticos para fechamento de caixa e registro de borderô ao final das jornadas de venda.

Suporte aos consumidores finais Suporte aos consumidores finais por meio de atendimento telefônico, e-mail e chat para rápida resolução de problemas. Suporte técnico aos atendentes Suporte técnico aos atendentes de ponto de venda e plantão de atendimento para reparo e troca de hardware de operação. Banco de dados mesclando vendas Banco de dados mesclando vendas físicas e vendas online para acompanhamento das vendas em tempo real. Geração de relatório geral Geração de relatório geral de dados ao final da operação, apresentando dados de venda, características de público consumidor e desempenho de eventos.

Ao todo, foram transacionados quase 40 mil ingressos em pouco mais de um mês. Cada transação registrada, por sua vez, ocorresse ela através do site do evento ou dos terminais de venda instalados em diferentes pontos da capital, foi enviando dados para uma central que filtrou tudo para depois entregar, ao final dos trabalhos, uma riqueza de informação que vai além das cifras comercializadas - que por si só já eram bem interessantes. Nossa equipe mesmo ficou responsável por organizar as informações e oferecer, como entrega final dos trabalhos, um report completo que poderá ser utilizado pela equipe de produção na organização do festival em 2020.

Report Porto Verão Alegre 2019

Sobre o case do Porto Verão Alegre 2019

O Porto Verão Alegre foi um projeto bem diferente de todos os outros que já havíamos feito. Ainda que já tivéssemos trabalhado com grande públicos e com unificação de vendas físicas/online, o fato de o festival operar por apenas um mês e, neste mês, ter um fluxo de vendas equivalente ao fluxo anual de um cliente convencional, obrigou a nossa equipe a trabalhar com estruturas de tecnologia mais avantajadas e a adotar um tempo diferente na resolução dos problemas. Foi um período de amadurecimento na forma como realizamos o nosso suporte, além de ter sido uma oportunidade única para a melhoria do nosso produto: toda alteração que fazíamos no sistema rapidamente era utilizada por milhares de pessoas e os dados do uso nos mostravam se tal alteração havia sido positiva ou não, sendo possível realizar ajustes mais rapidamente e entender com mais precisão o comportamento dos usuários. Pelo que fomos informados, o número de vendas no ano em que estivemos responsáveis pela comercialização dos ingressos foi significativo em relação às edições anteriores. Gostamos de acreditar que isso tem relação direta com o trabalho que desenvolvemos junto à equipe de produção”.

Carlos Viegas Carlos Viegas
(Diretor de produto encarregado do projeto)